Abrir uma empresa: Tire todas as suas dúvidas

Se você está pensando em abrir uma empresa e investir toda a sua economia nesse novo negócio, precisamos te pedir calma!

Antes de entrar de cabeça nesse novo projeto, é fundamental que você tenha uma visão ampla de como é ser um empresário no Brasil. 

Diante do cenário atual e das incertezas que é atuar como empresário no país, é preciso ter cautela e evitar assumir riscos desnecessários. 

A cada ano, o número de microempreendedores aumenta. Até o terceiro trimestre de 2020, o país somava 25 milhões de pessoas trabalhando de maneira autônoma – esse número só tende a crescer. 

Neste sentido, se você é um dos novos potenciais empreendedores, mas ainda não sabe por onde começar, preparamos o conteúdo a seguir, para que você possa esclarecer as principais dúvidas sobre como é abrir uma empresa. Veja: 

empresa à falência - Tupi Brazil Solutions

Qual é a diferença entre MEI, microempresa e pequena empresa?

Para que você possa abrir uma empresa é preciso compreender as categorias possíveis para o seu negócio e definir em qual registro ela se enquadrará.

De uma maneira geral, é preciso que haja respeito do limite de faturamento bruto anual de cada porte. 

Neste sentido, com um faturamento anual de até R$ 81 mil, o microempreendedor individual (MEI) é para quem, basicamente, irá atuar como autônomo pela primeira vez e costuma ser a porta de entrada para quem busca abrir uma empresa. 

No entanto, se você optar por se tornar um MEI, você não poderá ter sócios e a modalidade só permite a contratação de apenas um funcionário. Importante: esse tipo de registro é gratuito e pode ser feito pela internet.

Além do MEI, é possível se registrar como uma microempresa (ME)  para quem fatura até R$ 360 mil por ano. 

Esse formato é indicado para quem planeja ter um sócio e deseja contratar mais de um funcionário.

Mas, para empresários que desejam abrir uma empresa maior, é possível se registrar como uma empresa de pequeno porte (EPP), que já prevê um faturamento anual com limite de até R$ 4,8 milhões e podem ser optantes pelo Simples Nacional. 

Simples Nacional? Calma! Iremos explicar sobre os regimes de tributação a seguir. Continue a leitura!

Quais são os 4 modelos de tributação?

No Brasil existem quatro modelos de regimes tributários: o SIMEI, o Simples Nacional, o Lucro Real e o Lucro Presumido. São eles que irão indicar quais são os impostos que você terá de pagar para o governo ao abrir uma empresa. 

Lembre-se de que a cobrança de impostos empresariais funciona de acordo com o porte de cada negócio. Neste sentido, detalhamos melhor cada um desses regimes tributários:

SIMEI (Sistema exclusivo do MEI)

Nesta opção, o empresário fica isento de uma série de tributos federais, como Imposto de Renda, Cofins e CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido). Neste sentido, o empresário só deverá realizar o pagamento de valor único, fixo e mensal que pode variar entre  de R$ 55 a R$ 61, mas depende da atividade em que o MEI atua: comércio, indústria e prestação de serviços. 

Simples Nacional

Trata-se de um sistema unificado, em que o empreendedor paga cerca de oito impostos em apenas uma única guia, e em alguns casos, com reduções ou isenções. Nessa opção é possível ter sócios e há poucas restrições de atividades.

O critério para adesão desse modelo tributário para abrir uma empresa é o limite de faturamento de R$ 4,8 milhões ao ano. Já as alíquotas podem variar entre 6% a 22%, de acordo com cada setor.

Lucro Real

Todas as empresas com faturamento maior que R$ 78 milhões são obrigadas a contribuir por esse regime. Os impostos são calculados sobre o lucro e não sobre a venda. 

Lucro Presumido

Escolhido por empresários que optam por abrir uma empresa que não se enquadre no Simples Nacional e fatura até R$ 78 milhões. Os impostos do Lucro Presumido são mais fáceis de serem calculados do que no Lucro Real. Aqui é preciso aplicar sobre a receita bruta as alíquotas de 12% para comércio, indústria e serviços ou 32% para um grupo específico de serviços, como locação de bens. 

Franquia ou abrir uma empresa própria?

As franquias normalmente são muito procuradas por quem deseja abrir uma empresa, mas não se sente confiante para gerenciar um negócio novo. 

Isso porque, uma franquia demonstra mais confiabilidade uma vez que os produtos já são testados e, naturalmente, reconhecidos. 

Há quem opte por abrir uma empresa própria, por isso é importante que você entenda que um negócio novo é algo totalmente seu e não há limitações como há em uma franquia. 

No entanto, os números mostram que a média de franquias fechadas ao ano é menor do que a média das empresas em geral. Entretanto, nenhuma estatística é garantia de retorno financeiro.

Portanto, as duas opções exigem um bom gestor de processos e com espírito de liderança de equipes. Nenhuma das alternativas estará imune às oscilações econômicas, muito menos possibilitam retorno financeiro rápido ou imediato.

Em que momento a minha empresa me dará lucro?

O lucro de uma empresa depende de inúmeros fatores, não só do modelo de negócio que você irá adotar. 

Porém, é importante ressaltar que a sua empresa só terá lucro quando ela atingir o ponto de equilíbrio entre despesas e receitas mês a mês. 

O ponto de equilíbrio nada mais é do que o faturamento mensal mínimo cobrir todos os custos do seu negócio. 

Para que você possa realizar esse cálculo é preciso avaliar quanto a sua empresa recebe pela venda e/ou prestação de serviço e desse total, é preciso subtrair todos os gastos variáveis para que o produto ou serviço seja fornecido. 

O resultado desse cálculo mostrará a margem de contribuição de cada negócio, ou seja, quanto sobra cada vez que a empresa vende seus produtos, subtraindo os custos diretos desses itens. 

Portanto, o  ponto de equilíbrio de cada negócio é o resultado da equação entre o total de despesas fixas de uma empresa e a margem de contribuição.

BPO Financeiro - Tupi Brazil Solutions

Precisa de ajuda para abrir uma empresa? Consulte com os especialistas da Tupi! 

Você pode ter notado que gerir um negócio requer muita atenção aos detalhes, principalmente quando se trata de assuntos financeiros, não é mesmo? 

No entanto, não há com o que se preocupar! Hoje você  pode contar com uma equipe especialista em contabilidade para cuidar de todos os trâmites necessários para se tornar um gestor cada vez melhor. 

Por isso, hoje você deve conhecer a Tupi Brazil Solution! 

Hoje a Tupi Brazil Solution é mais do que uma das principais empresas no setor contábil no Brasil. 

Há mais de 4 décadas no mercado, a Tupi Brazil Solution tem auxiliado os gestores e empreendedores que desejam abrir e organizar o seu novo negócio no âmbito nacional e internacional.

Gerenciar uma empresa e empreender não é uma tarefa simples, mas as questões fiscais e contábeis não devem se tornar um problema para você.

Por isso, é fundamental compreender a importância de se contratar um contador para cuidar de todos os passos ao abrir uma empresa no Brasil, onde o profissional seja consultivo na sua empresa, para atuar em parceria com a sua organização, no desenvolvimento na prática de seus processos e sistemas integrados.

Pois, profissionais qualificados colaboram diretamente para o crescimento da sua organização, evitando que problemas tomem o seu tempo que comprometem o seu crescimento.

Se você precisar de um especialista para te auxiliar na contabilidade para PMEs entre em contato conosco — nós podemos te ajudar!

Preencha o formulário e em breve entraremos em contato

Deixe um comentário