6 Consequências de uma organização financeira mal feita

A má organização financeira pode fazer com que você tenha que fechar as portas da sua empresa, antes mesmo de passar a lucrar efetivamente. Não é à toa, que as maiores e melhores empresas do país contam com um controle rígido e com uma equipe especializada para cuidar das finanças. Neste post, você descobre as consequências de não fazer um bom gerenciamento do seu negócio. Acompanhe!

A organização financeira ou melhor, o planejamento financeiro está diretamente ligado à gestão financeira empresarial. 

Por isso, as dicas financeiras baseiam-se no uso de elementos que auxiliam no controle das finanças de uma empresa, permitindo dessa maneira, uma tomada de decisão mais assertiva. 

Entre os principais elementos está o fluxo de caixa – considerado um dos mais importantes na organização financeira. 

Além disso, há o uso de demonstrativos e indicadores. No entanto, quando mal executadas, as dicas financeiras podem causar diversas consequências e é sobre isso que iremos abordar neste post. 

A seguir, você descobre as principais consequências que o seu negócio poderá enfrentar ao não cuidar das finanças corretamente. Veja: 

  • Falta de visibilidade sobre as finanças
  • Aumento do endividamento e das despesas
  • Menor possibilidade de investimentos
  • Perda de competitividade e oportunidade
  • Crescimento comprometido
  • Encerramento 
  • Dificuldades com o financeiro da sua empresa? Conte com os especialistas da Tupi Brazil Solution! 
Assessoria gratuita

1. Falta de visibilidade sobre as finanças

A organização financeira é fundamental para que você aprenda a economizar, mas também é essencial para que você tenha conhecimento sobre as finanças do seu negócio. 

Graças ao uso de ferramentas como o fluxo de caixa, é possível reconhecer e analisar quais os pontos que exigem cuidados. 

Para além disso, quando há um erro no controle financeiro, toda a sua empresa está exposta e podemos notar que não há uma série de elementos presentes. 

Deste modo, observa-se que não há orçamentos, objetivos, ferramentas e muito menos métricas para acompanhar as finanças. 

Como resultado da negligência nas dicas financeiras, você, enquanto gestor, não terá visibilidade sobre essas questões. 

Ou seja, não é possível saber o que se passa de fato, com as finanças, quais são as suas possibilidades de investimentos ou até mesmo se há necessidade de cortar gastos. 

2. Aumento do endividamento e das despesas

Quando a empresa não tem uma organização financeira e muito menos visibilidade sobre os custos, ela também perde controle sobre suas finanças. 

Pense que a falta de um simples orçamento significa que não há limites definidos para os gastos e muito menos uma distribuição de dinheiro eficiente. 

Quando o fluxo de caixa não é previsto não é possível entender a variação monetária que acontece. 

Neste sentido, a empresa perde a noção do valor que se tem em caixa e pode considerar que o valor está muito acima do disponível no momento.

A tendência, portanto, é que aconteçam gastos sem que haja uma visão sobre o futuro. Com isso, o negócio gasta além do que gostaria e de uma forma muito menos estratégica.

O descontrole de finanças leva a um aumento das despesas, em vez de seguir para redução de custos. Além de comprometer a lucratividade, isso ainda aumenta o endividamento.

3. Menor possibilidade de investimentos

Quando uma empresa gasta mais do que deveria, um dos efeitos a seguir é a diminuição no valor dos investimentos. 

Portanto, na hora de realizar qualquer melhoria, o processo sai intensamente prejudicado, pois não há recursos disponíveis devido à má organização financeira. 

No entanto, essa não é a única culpada. Mesmo que haja verba para investimentos, a ausência de um especialista para cuidar das finanças, a tomada de decisão está prejudicada. 

Pois sem entender o ciclo financeiro e os seus resultados, é mais difícil tomar uma decisão mais assertiva. 

Com isso, os recursos podem terminar sendo aplicados em opções menos interessantes e positivas para a empresa. 

4. Perda de competitividade e oportunidade

Sem ter dinheiro disponível e sem previsão sobre o uso dos recursos, a falta de uma gestão financeira impede que certas chances sejam aproveitadas. 

Neste sentido, o negócio não tem oportunidades de se modernizar, fazer melhorias que gerem impactos em sua qualidade e desperdiça a oportunidade de se tornar melhor e sair à frente dos seus concorrentes. 

Com menor competitividade, a empresa perde não só a robustez como a capacidade de se posicionar no mercado. 

5. Crescimento comprometido

Fazer uma empresa crescer exige mais do que apenas vender ou ter mais clientes. 

Para que uma empresa se posicione no mercado é preciso financiar o crescimento para que ela seja sustentável. 

Isso significa investir em estrutura, treinamento e em profissionais especialistas em cuidar das finanças empresariais. 

Do contrário, a empresa simplesmente não consegue crescer e atingir outro patamar. 

Porém, sem uma organização financeira, o empreendimento não terá a capacidade necessária para atingir tais resultados. 

Ainda que ela consiga se manter no mercado, ela não conseguirá escalar ou torná-lo cada vez mais lucrativo.

Já um bom plano financeiro de uma empresa constrói os alicerces necessários para que o empreendimento alcance voos maiores.

Pacote promocional - folha de pagamento + contabilidade + financeiro

6. Encerramento 

A pior consequência da má organização financeira, sem dúvidas é o encerramento das atividades de uma empresa. 

A falta de sucesso na gestão tem como principal culpado a falta de vontade de aprender a economizar. 

Assim, todos os esforços são desperdiçados, pois a organização não consegue sobreviver em um ambiente competitivo e dinâmico se não tiver os recursos financeiros para isso.

A gestão financeira empresarial exige um bom planejamento financeiro ou a pior consequência é o encerramento do negócio. 

Portanto, para evitar qualquer consequência derivada da má organização financeira é fundamental que se tenha um controle eficiente através de um profissional capacitado. 

Dificuldades com o financeiro da sua empresa? Conte com os especialistas da Tupi Brazil Solution! 

Embora o processo possa ser simples para uma empresa pequena, é natural que com a inexperiência, você não queira aprender a economizar ou melhor, não saiba cuidar das finanças da sua empresa. 

No entanto, para evitar qualquer consequência de uma má gestão,  é preciso agir rapidamente, para evitar gastos desnecessários ou fechamento da empresa. 

Para tanto, você pode contar com uma empresa e com uma equipe especialista em cuidar das finanças. 

E para isso, nada melhor que a Tupi Brazil Solution! Ainda não conhece? 

Hoje a Tupi é mais do que uma das principais empresas no setor contábil no Brasil. 

Há mais de 4 décadas no mercado, a Tupi Brazil Solution tem auxiliado os gestores e empreendedores que desejam abrir e organizar o seu novo negócio no âmbito nacional e internacional.

Gerenciar uma empresa e empreender não é uma tarefa simples, mas as questões fiscais e contábeis não devem se tornar um problema para você.

Por isso, é fundamental compreender a importância de se contratar um contador para cuidar de todos os passos ao abrir uma empresa, onde o profissional seja consultivo na sua empresa, para atuar em parceria com a sua organização, no desenvolvimento na prática de seus processos e sistemas integrados.

Pois, profissionais qualificados colaboram diretamente para o crescimento da sua organização, evitando que problemas tomem o seu tempo que comprometem o seu crescimento.

Se você precisar de um especialista para te dar dicas financeiras ou auxiliar na organização financeira, entre em contato conosco — nós podemos te ajudar!

Preencha o formulário e em breve entraremos em contato

Deixe um comentário