Tributos federais agora podem ser pagos com o PIX

Atualizado em: 13/10/2021
5 minutos de leitura

Vantagens de abrir uma empresa em São Paulo

Abrir seu próprio negócio em São Paulo tem diversas vantagens, porque o estado é considerado um dos mais ricos do Brasil, reunindo uma população com potencial para consumo.
De acordo com a pesquisa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), São Paulo é considerada um bom local para empreender, principalmente pelo mercado atraente de centros de negócios e por ser uma cidade ativa com circulação de capital.
A cidade ocupa o 1º lugar no Índice de Cidades Empreendedoras (ICE), de acordo com o relatório desenvolvido pela Endeavor Brasil de 2020. Além do mais, é considerada a mais empreendedora do Brasil e, por isso, possui diversas vantagens.
Veja os bons motivos para abrir o seu negócio na capital paulista:

  • Fácil acesso a programas (municipal e estadual) que tende a desburocratização da abertura de novas organizações;
  • Recebe de forma satisfatória diferentes segmentos;
    cidade ativa, por isso, conta com grande circulação de capital;
  • Índice de desenvolvimento econômico que se destaca das outras regiões do país;
  • Rede de conectividade benéfica ao empreendedorismo, com dois aeroportos,
    próxima de rodovias importantes, o que também permite a logística;
  • Centro importante de negócios que facilita o acesso a parceiros de negócios e bons fornecedores;
  • Acesso melhor a capital para investimento quando relacionada a outras cidades;
  • Alto índice populacional, o que gera variadas oportunidades de negócios.

Etapas para abrir seu negócio em São Paulo

Para abrir uma empresa em São Paulo é necessário que você realize essa ação mediante a um planejamento.
A abertura de um negócio na capital Paulistana é composta por três etapas, são elas: consulta prévia, coleta de dados (registros e inscrições) e licenças:

Consulta prévia: esse é o primeiro passo para registrar a organização. Nesta etapa, é informado o local onde o empreendedor planeja manter o seu negócio. Assim, verifica-se se existe algum empecilho para o exercício da atividade econômica escolhida no endereço.
Essa etapa também permite que seja consultada a denominação do negócio, pois não pode haver duas empresas no mesmo local com mesmo nome, para fornecer segurança jurídica a todos que estão participando;

Coleta de dados, registros e inscrições: após a consulta prévia e a liberação do documento, pode ser feito o cadastro na REDESIM. Essa etapa inclui vários processos – o cadastro, o registro junto ao órgão responsável (Junta Comercial, OAB ou Cartório), e o recebimento das inscrições na Receita Federal, Secretarias de Fazenda Estaduais e Municipais. Após o preenchimento de dados do empreendimento e dos sócios, precisa da assinatura digital para dar validade ao ato. Esse preenchimento gera o Documento Básico de Entrada (DBE) do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), documento que permite a prática de qualquer ato perante o CNPJ, como restabelecer a inscrição, alteração de cadastro, baixa da inscrição ou declarar a nulidade do cadastro.
Feito o cadastro de dados, a Receita Federal é comunicada e a sua instituição já consta no sistema do órgão e assim será gerado o número do CNPJ. Após a etapa de cadastro, o empreendedor precisa entregar a documentação ao órgão que irá registrar a empresa.
Depois da análise da documentação, o sistema apresenta os números da criação da sua Pessoa Jurídica: Número de Identificação do Registro de Empresas (NIRE), CNPJ e inscrições tributárias estadual e municipal. Ainda nesta etapa é preciso efetivar o Cadastro de Contribuintes Mobiliários (CCM), que diz respeito ao documento da Secretaria da Fazenda do Município de São Paulo onde constam os dados cadastrais de todos os contribuintes de tributos mobiliários do Município.

Licenças: Nessa última etapa o órgão regulador analisa se a empresa está de acordo com as regras para requisitos de segurança sanitária, prevenção contra incêndios, controle ambiental, e outras exigências previstas na legislação. O licenciamento compõe o Auto de Licença de Funcionamento (ALF) no âmbito Municipal e o Certificado de Licenciamento Integrado (CLI) para os Órgãos Estaduais no Estado de São Paulo, que formalizam que o negócio pode iniciar as atividades.
Nós da TUPI fazemos todo o processo de abertura do negócio para que ela fique 100% regularizada com o mínimo de impostos. Contamos com o apoio de profissionais competentes e devidamente registrados. Resolvemos toda a burocracia enquanto você economiza tempo e dinheiro e tem a garantia de um serviço de qualidade.

Importância da Contabilidade

A contabilidade é um dos serviços mais procurados pelos empreendedores. As questões tributárias, trabalhistas, fiscais e regras de sociedade são apenas alguns dos assuntos importantes para abrir a empresa. Por isso, é necessário contar com profissionais especializados antes mesmo da abertura do negócio.
Outro ponto importante é que na cidade de São Paulo existe a possibilidade de utilizar o endereço virtual. Esse método é uma boa opção para pessoas que não podem utilizar endereços residenciais no cadastro do CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) devido a restrições legislativas.
Agora que você já conhece as etapas, conte com o apoio dos nossos especialistas e abra o seu negócio! Nosso escritório está localizado em São Paulo e nossos contadores vão lhe dar todo apoio necessário e você não vai precisar se preocupar com trâmites burocráticos do setor de contabilidade.

Endereço

Alameda Santos, 1165
São Paulo – SP
CEP 01419-
002
 

Telefone fixo

+55 11 3164-2332

Contato

+55 11 93274-5065

Horário de funcionamento

Seg. a Sex.: das 9h00 até as 17h00.

Receba o Tupi News
© 2021 – Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Raul Galvão